Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cat sitting Ana Castanheira

Serviço humanizado na guarda de gatos Tlm: + 351 917055346 - anapmcastanheira@gmail.com - Carcavelos, Cascais, Portugal Também em ajudanahora.com/cat-sitting

Cat sitting Ana Castanheira

Serviço humanizado na guarda de gatos Tlm: + 351 917055346 - anapmcastanheira@gmail.com - Carcavelos, Cascais, Portugal Também em ajudanahora.com/cat-sitting

Testemunhos

Alguns testemunhos do serviço de Catsitting em 2015:
 

ana e ramelas 6.jpg

 

8. Cat sitting "Panda"

"Desde quando conhecemos o "Ajuda na Hora", passamos à viajar com tranquilidade, pois nosso "Panda" está com uma cuidadora amável e conhecedora dos pequenos felinos! Seja em nossa residência ou na dela... a Ana é sempre impecável! Nós recomendamos! " Martha e Afonso Longo 

 

7. Cat sitting "Mumbai e Nairobi"

"Experimentámos o serviço de cat sitting este verão e funcionou bastante bem. O serviço é seguro e confiável e o gatos não estranharam a nossa chegada, indicando estarem confortáveis. "

Tiago Silva

  

6. Cat sitting "Azeitona"

"Olá Ana!

Obrigada pela tua visita, gostei muito da tua companhia e das tuas brincadeiras!
A minha dona gostou muito das fotos e do vídeo que lhe enviaste.
Espero que me visites mais vezes!
 
Ass: Azeitona"

  

 

5. Cat sitting "Tum tum e Melas"
 
"Mais uma vez muito obrigado por tão bem terem tomado conta dos nossos gatos. Nunca tive qualquer preocupação com o bem estar deles e gostei muito de ser actualizado todos os dias de como estavam a correr as coisas e ainda para mais com fotografias e videos dos gatos para matarem as minhas saudades. Por esta experiência tenho a certeza que quando voltar a precisar de catsitting não hesitarei em vos pedir ajuda. Que este seja o meu testemunho o qual terei imenso gosto que seja por vós partilhado na internet assim como das fotografias que tiraram.

Muito obrigado e saudações felizes."

Luis
 
  
 
4. Cat sitting da Concha
 
"Olá Ana, obrigada pelas fotos e diz à Concha para aproveitar muito estes últimos dias porque estamos quase a chegar!!! Obrigada por sempre nos avisar como ela está e quero que saiba que de certeza que vamos deixar ela convosco da próxima vez que estivermos fora. Muitos beijinhos e abraços apertados!!! :-)"
 
Karin
 
 
 
3. RECEBER 1 ELECTRODOMÉSTICO E TRATAR DE 4 GATINHOS
 
"Adorei a possibilidade de poder recorrer ao Ajuda na Hora pois precisava de ter alguém em quem pudesse confiar em casa para receber o frigorífico que tinha comprado, a Ana mostrou-se disponível sempre com imensa simpatia e recebeu o frigorífico tendo verificado que ele ficava no sítio onde eu queria e que estava em condições.
 
Nisto, ainda me tratou dos meus gatinhos que precisavam de areia nova e comida cheia de carinho, tendo ainda estado a interagir com eles.
 
Recomendo vivamente o Ajuda na Hora que me ajudou quando não tinha ninguém a quem recorrer e ainda teve todo o cuidado com os meus gatos."
 

Ana Regina

 

2. CATSITTING LORD

"Um espectáculo, confesso que tive receio ao primeiro impacto, depois fiquei absolutamente descansada quando conheci os cuidadores do Lord. Confio a 100%. Sei que haverá uma próxima. "

Catarina 

 

1. CATSITTING SIMÃO

"Queremos agradecer toda a atenção e carinho com que trataram o nosso gato Simão, foi a primeira vez que recorremos a um serviço como o vosso, sem dúvida que a interação e o relacionamento humano que criaram com o nosso bichano, foi uma mais valia para ele, que o encontramos feliz, calmo sem stresse e brincalhão, e para nós que viajamos descansados e diariamente tivemos noticias dele.

 

Sem duvida o vosso serviço faz a diferença, entre um gatil, (Boxe) despersonalizado e sem calor humano, e com todo o conforto e carinho humano que é fundamental para um animal de estimação.

 

De certeza que vamos continuar a utilizar o vosso serviço sempre que necessitarmos e que o iremos recomendar.

Os nossos cumprimentos com amizade."
Maria Isabel e Jorge (donos do Simão)

Quando os gatos mordem

O seu gato morde enquanto brinca ou quando está a receber festinhas?

 

Vista a sua gabardine de detective, vá buscar a lupa, e investigue connosco.

 

A-    O seu gato sempre o arranhou desde pequenino?

1-Se sempre brincou com ele quando era pequeno usando as mãos, ele continuará a querer fazê-lo enquanto adulto. Ele entende a sua mão como se fosse outro gatinho ou a sua presa e por isso morde e arranha.

 

O que fazer?

As unhas e dentes de um gatinho bébé não são as mesmas que as de um gato adulto e por isso é importante que brinque com o seu gato usando paus com fios, tipo cana de pesca e brinquedos pendurados que afastem a sua mão da boca e das garras do seu gatinho, podendo brincar entre 2 a 10 minutos, duas a três vezes ao dia para que ele possa manifestar a sua natureza e gastar as suas energias sem o ferir.

A energia de caçar é perdida num gato que viva exclusivamente em casa. Hoje em dia existem no mercado, brinquedos contém alimentos lá dentro e assim simular uma caçada por comida para o seu gato.

 

2-Se pensarmos um pouco todos nós temos partes do corpo mais sensíveis a cócegas, sendo que alguns de nós somos mais intolerantes a cócegas do que outros. Com o gatinho também se passa o mesmo, normalmente é sensível nas patas, cauda, orelhas e barriga, sendo que alguns podem sê-lo em outras zonas do corpo. Nestes casos é natural que se defenda mordendo e arranhando.

 

O que fazer?

Se quiser pode treinar o seu gato a ser mais permissivo quando lhe faz festas em zonas mais sensíveis. Para isso identifique quais são essas partes e em que situação é que ele reage negativamente e pouco a pouco experimente fazer-lhe uma festa nessa zona e dar-lhe um reforço positivo, um biscoito de gato. Se vir que resulta pode ir aumentando o tempo de festas nesse local.

ginger-cat-253731__180.jpg

 

B-    Ou o comportamento do seu gato alterou-se inesperadamente? De repente começou a mordê-lo? Porque razões podem acontecer estas alterações súbitas de comportamento?

Como animais extremamente sensíveis e inteligentes, a razão de tal acontecer pode ser uma destas duas:

 

1-Activação de memórias passadas

Muitas vezes, com o gesto das festas ou de brincar podem ser activadas memórias dos seus primeiros meses de vida (o que aprendeu com a sua mãe gata e os seus irmãos, as pessoas que o trataram, o tipo de tratamento que recebeu e o meio ambiente onde viveu esses primeiros momentos da sua existência), assim quando recebe festas, reage, acabando por morder, pois para ele não ficou claramente armazenado na sua memória que essa experiência de afecto é segura e de confiança.

 

2-Alteração de rotinas

Por mais tímido ou independente que o seu gato possa parecer ele é um animal social. Os gatos que ficam sozinhos durante muito tempo, sem estímulos, tornam-se entediados e distantes e por isso muito frequentemente reagirão brincando agressivamente com seus donos. Este comportamento agressivo frequentemente toma a forma de arranhar e/ou morder.

Verifique se algo se alterou na sua rotina com ele, a sua disponibilidade para brincar, a sua ausência por um período maior de tempo. Ele pode estar a chamar a sua atenção para isso e a dizer-lhe :-Quem controla a situação sou eu!

 

O que fazer?

Deixar de brincar com ele ou de lhe fazer festas não é a solução. A não ser que ele seja demasiado agressivo e nesse caso deve consultar o seu médico veterinário ou um especialista em comportamento de gatos.

Sempre que brincar com ele não use as suas próprias mãos, use brinquedos ( tipo cana de pesca, ou varinha) que permitam o devido distanciamento das mãos.

Se lhe estiver a fazer festas, observe bem a sua cauda, se estiver a mexer-se, é sinal que existe alguma tensão e que o seu gato a seguir pode morder. Esteja atento e termine sempre a brincadeira antes que ele morda. E se ele morder, diga não, retire a mão, calmamente, se o fizer muito rápido pode ficar magoado ou arranhado, e afaste-se dele, mostrando que não gostou da brincadeira. Ignore-o durante alguns instantes e não vá ter com ele, deixe que ele se aproxime.

Seja persistente. É possível alterar o comportamento do seu gato, com paciência e firmeza de gestos para que a mensagem seja bem entendida.

Tente não deixar seu gato sozinho por longos períodos de tempo. Brinque com ele seguindo as indicações descritas anteriormente e observe as alterações.

Se o gatinho ficar demasiado entusiasmado com a brincadeira, abrande o ritmo e a intensidade.

Boas investigações.

 

 

 

Byron- um gato com muita pinta

Cat sitting para Byron

 

Este gato, de seu nome Byron tem verdadeiramente pinta de poeta, chegou-nos um dia de 6ªfeira numa emergência para passar o fim-de-semana.  A dona com a casa em obras procurou uma solução para que o seu gato pudesse ficar longe dos cheiros fortes e tóxicos de tintas e vernizes e da confusão que este tipo de situação gera numa casa.

 

O Byron chegou tranquilo, e calmamente deambolou pela "sua casa de fim-de-semana". A adaptação foi praticamente imediata.Rapidamente subiu para o colo, pediu festinhas e ronronou. Parecia que já aqui tinha estado e que esta era a sua casa e que nós erámos os seus amigos de sempre.

 

Incrível. Verdadeiramente incrível como a personalidade de cada gato consegue ser tão particular. E espectacular quando um gato consegue adaptar-se de modo instântaneo.

Gratos à dona por nos ter escolhido e por podermos ser-lhe úteis.