Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cat sitting Ana Castanheira

Serviço humanizado na guarda de gatos Tlm: + 351 917055346 - anapmcastanheira@gmail.com - Carcavelos, Cascais, Portugal Também em ajudanahora.com/cat-sitting

Cat sitting Ana Castanheira

Serviço humanizado na guarda de gatos Tlm: + 351 917055346 - anapmcastanheira@gmail.com - Carcavelos, Cascais, Portugal Também em ajudanahora.com/cat-sitting

Os gatos também sonham

Sim, cientificamente comprovado, os gatos sonham durante o seu sono, mas quando estão acordados também!

 

Sonham em viver tranquilos tendo comida e areia limpa para as suas necessidades, sonham ser bem tratados e em ter um lar seguro, sonham ter outros amigos gatos e de outras espécies, sonham com brincadeiras e afeto humano, sonham ter um dono que os ame incondicionalmente para a sua vida inteira e quando os sonhos se cumprem assistimos ao mais elevado potencial que existe num animal sensível como é o gato e ele retribui de volta com marradinhas, pedindo festas e companhia para brincar, sentando-se, deitando-se e dormindo ao pé dos seus cuidadores.  O gato é capaz de sentir a energia vital do ser humano seu cuidador e deitar-se a ronronar junto ao seu dono contribuindo para momentos de relaxamento e bem-estar.

 

Todos os gatos têm uma história de vida, construída pelas imagens que guardaram nas suas memórias sobre as experiências que viveram. Nos animais de rua ou abandonados essas memórias são menos agradáveis e conduzem a um processo de afastamento em relação à pessoa que o maltratou, generalizando o processo a todos os humanos consoante o grau de sofrimento que tiver registado. Se pensarmos bem são muito parecidos com as pessoas.

 

facebook.jpg

 

Eu acredito que é possível ajudar os muitos milhares de gatos abandonados ou sem família a sonhar de novo.

Eu acredito que é possível ajudar as associações a suprir as suas necessidades de encontrar donos responsáveis para os animais resgatados.

Eu sei que existem muitas pessoas cujo sonho é justamente poder cuidar de um gato como seu animal de estimação, mas que pensam por alguma razão isso não é possível.

Eu acredito que é possível ajudar a manter o sonho de muitos donos quando chegam as dificuldades económicas.

 

Temos Sonhadores gatos e humanos.

Temos em comum o sonho e a realidade.

 

Os gatos também sonham assume a missão de fazer as pontes, desfazer os mitos e criar novos laços de amizade entre gatos e seres humanos.

Aqui fica o sonho da muito meiga e querida gata Maia O sonho da Maia

 

Se pode ajudar a Maia a realizar o seu sonho ou se está interessado/a em saber mais, entre em contacto com Vanda (Associação Pé Ante Pata) 963 582 033 ou comigo (Ana) através do email:  osgatostambemsonham@gmail.com, 917 055 346.

Também sonha com gatos, escreva-nos a contar o seu sonho para o email: osgatostambemsonham@gmail.com

 

Os gatos também sonham é uma ideia criada pelo serviço de Cat Sitting de Ana Castanheira.

Tomar conta do/a seu/sua gato/a

Como funciona?

 

Reunião inicial- Entre em contacto para agendar uma reunião inicial gratuita no meu espaço ou na casa onde o gato/a gata habita. Duração de 45 minutos/ 1 hora aproximadamente.

O objetivo principal deste primeiro momento é que o dono/a se sinta confortável com a minha ida a sua casa na sua ausência, conhecendo-me melhor e serve também para que possa conhecer todos os aspetos importantes dos hábitos e da saúde do seu animal de estimação que me permitam desenvolver um trabalho de qualidade durante a sua ausência e ainda responder a qualquer questão que tenha sobre o meu trabalho e serviços. Assim dá-se ao animal a oportunidade de se familiarizar previamente com a cuidadora e com o espaço.

 

Condições de admissão

No caso de o animal fazer alguma medicação, o dono deve trazer uma prescrição do Médico Veterinário Assistente.

Qualquer doença recente ou doença crónica de que o animal seja portador deve ser comunicada obrigatoriamente na data de entrada.

O animal deve ser portador de boletim de vacinas em dia.

De cada vez só recebo gatos do mesmo dono e não existem outros animais no espaço.

 

3º- O que faço?

  • Dou alimentação e água ( a alimentação é fornecida pelo dono/dona)
  • Limpo /substituo a areia ( a areia é dada pelo dono/ dona)
  • Faço companhia ao animal
  • Brinco com ele/a usando os seus brinquedos favoritos
  • Mantenho a casa limpa e arrumada em caso de qualquer incidente que o seu/sua gato(a) tenha originado
  • Dou feedback diário com registo fotográfico e video. 
  • Vou ao veterinário em caso de emergência

 

4º -Preçãrio:

Visita inicial gratuita.

Valor por noite no meu espaço de Cat sitting: 8,5€/ gato. Fim de semana - 3 noites: 25€. Uma semana - 7 noites: 60€

Valor de visita em sua casa: 1 hora/ até 2 gatos: 8 €. Fim-de-semana - 3 dias: 24€. Uma semana - 7 dias: 50€.

Deslocações gratuitas incluídas no valor nas freguesias de Carcavelos e Parede, São Domingos de Rana, Oeiras e Paço D'Arcos.

Para as restantes freguesias dos concelhos de Cascais e Oeiras, num raio de 12 km a partir de Carcavelos o valor é de 5€/deslocação.

Peça um orçamento à sua medida, indique-nos quantos gatos têm, quantos dias precisa e qual a modalidade que escolhe ( em sua casa ou no meu espaço). Ligue para o 917055346 todos os dias das 9h30 às 21 h ou envie um email para anapmcastanheira@gmail.com.

Descontos para clientes habituais.

 

5º - Referências

São dadas referências por quem já usufruiu dos serviços. Veja a secção Testemunhos.

 

6º- Reservas e pagamentos

As reservas são efetuadas por telefone ou por email através do preenchimento da ficha do animal que envio e com a apresentação da documentação do dono e do animal. Devem ser feitas com uma semana de antecedência preferencialmente para que possa ser garantida a disponibilidade do espaço.

É mantida total confidencialidade sobre a origem do gato e todos os dados recolhidos sobre os donos dos gatos.

 

Testemunhos

Alguns testemunhos do serviço de Catsitting em 2015:
 

ana e ramelas 6.jpg

 

8. Cat sitting "Panda"

"Desde quando conhecemos o "Ajuda na Hora", passamos à viajar com tranquilidade, pois nosso "Panda" está com uma cuidadora amável e conhecedora dos pequenos felinos! Seja em nossa residência ou na dela... a Ana é sempre impecável! Nós recomendamos! " Martha e Afonso Longo 

 

7. Cat sitting "Mumbai e Nairobi"

"Experimentámos o serviço de cat sitting este verão e funcionou bastante bem. O serviço é seguro e confiável e o gatos não estranharam a nossa chegada, indicando estarem confortáveis. "

Tiago Silva

  

6. Cat sitting "Azeitona"

"Olá Ana!

Obrigada pela tua visita, gostei muito da tua companhia e das tuas brincadeiras!
A minha dona gostou muito das fotos e do vídeo que lhe enviaste.
Espero que me visites mais vezes!
 
Ass: Azeitona"

  

 

5. Cat sitting "Tum tum e Melas"
 
"Mais uma vez muito obrigado por tão bem terem tomado conta dos nossos gatos. Nunca tive qualquer preocupação com o bem estar deles e gostei muito de ser actualizado todos os dias de como estavam a correr as coisas e ainda para mais com fotografias e videos dos gatos para matarem as minhas saudades. Por esta experiência tenho a certeza que quando voltar a precisar de catsitting não hesitarei em vos pedir ajuda. Que este seja o meu testemunho o qual terei imenso gosto que seja por vós partilhado na internet assim como das fotografias que tiraram.

Muito obrigado e saudações felizes."

Luis
 
  
 
4. Cat sitting da Concha
 
"Olá Ana, obrigada pelas fotos e diz à Concha para aproveitar muito estes últimos dias porque estamos quase a chegar!!! Obrigada por sempre nos avisar como ela está e quero que saiba que de certeza que vamos deixar ela convosco da próxima vez que estivermos fora. Muitos beijinhos e abraços apertados!!! :-)"
 
Karin
 
 
 
3. RECEBER 1 ELECTRODOMÉSTICO E TRATAR DE 4 GATINHOS
 
"Adorei a possibilidade de poder recorrer ao Ajuda na Hora pois precisava de ter alguém em quem pudesse confiar em casa para receber o frigorífico que tinha comprado, a Ana mostrou-se disponível sempre com imensa simpatia e recebeu o frigorífico tendo verificado que ele ficava no sítio onde eu queria e que estava em condições.
 
Nisto, ainda me tratou dos meus gatinhos que precisavam de areia nova e comida cheia de carinho, tendo ainda estado a interagir com eles.
 
Recomendo vivamente o Ajuda na Hora que me ajudou quando não tinha ninguém a quem recorrer e ainda teve todo o cuidado com os meus gatos."
 

Ana Regina

 

2. CATSITTING LORD

"Um espectáculo, confesso que tive receio ao primeiro impacto, depois fiquei absolutamente descansada quando conheci os cuidadores do Lord. Confio a 100%. Sei que haverá uma próxima. "

Catarina 

 

1. CATSITTING SIMÃO

"Queremos agradecer toda a atenção e carinho com que trataram o nosso gato Simão, foi a primeira vez que recorremos a um serviço como o vosso, sem dúvida que a interação e o relacionamento humano que criaram com o nosso bichano, foi uma mais valia para ele, que o encontramos feliz, calmo sem stresse e brincalhão, e para nós que viajamos descansados e diariamente tivemos noticias dele.

 

Sem duvida o vosso serviço faz a diferença, entre um gatil, (Boxe) despersonalizado e sem calor humano, e com todo o conforto e carinho humano que é fundamental para um animal de estimação.

 

De certeza que vamos continuar a utilizar o vosso serviço sempre que necessitarmos e que o iremos recomendar.

Os nossos cumprimentos com amizade."
Maria Isabel e Jorge (donos do Simão)

Quando os gatos mordem

O seu gato morde enquanto brinca ou quando está a receber festinhas?

 

Vista a sua gabardine de detective, vá buscar a lupa, e investigue connosco.

 

A-    O seu gato sempre o arranhou desde pequenino?

1-Se sempre brincou com ele quando era pequeno usando as mãos, ele continuará a querer fazê-lo enquanto adulto. Ele entende a sua mão como se fosse outro gatinho ou a sua presa e por isso morde e arranha.

 

O que fazer?

As unhas e dentes de um gatinho bébé não são as mesmas que as de um gato adulto e por isso é importante que brinque com o seu gato usando paus com fios, tipo cana de pesca e brinquedos pendurados que afastem a sua mão da boca e das garras do seu gatinho, podendo brincar entre 2 a 10 minutos, duas a três vezes ao dia para que ele possa manifestar a sua natureza e gastar as suas energias sem o ferir.

A energia de caçar é perdida num gato que viva exclusivamente em casa. Hoje em dia existem no mercado, brinquedos contém alimentos lá dentro e assim simular uma caçada por comida para o seu gato.

 

2-Se pensarmos um pouco todos nós temos partes do corpo mais sensíveis a cócegas, sendo que alguns de nós somos mais intolerantes a cócegas do que outros. Com o gatinho também se passa o mesmo, normalmente é sensível nas patas, cauda, orelhas e barriga, sendo que alguns podem sê-lo em outras zonas do corpo. Nestes casos é natural que se defenda mordendo e arranhando.

 

O que fazer?

Se quiser pode treinar o seu gato a ser mais permissivo quando lhe faz festas em zonas mais sensíveis. Para isso identifique quais são essas partes e em que situação é que ele reage negativamente e pouco a pouco experimente fazer-lhe uma festa nessa zona e dar-lhe um reforço positivo, um biscoito de gato. Se vir que resulta pode ir aumentando o tempo de festas nesse local.

ginger-cat-253731__180.jpg

 

B-    Ou o comportamento do seu gato alterou-se inesperadamente? De repente começou a mordê-lo? Porque razões podem acontecer estas alterações súbitas de comportamento?

Como animais extremamente sensíveis e inteligentes, a razão de tal acontecer pode ser uma destas duas:

 

1-Activação de memórias passadas

Muitas vezes, com o gesto das festas ou de brincar podem ser activadas memórias dos seus primeiros meses de vida (o que aprendeu com a sua mãe gata e os seus irmãos, as pessoas que o trataram, o tipo de tratamento que recebeu e o meio ambiente onde viveu esses primeiros momentos da sua existência), assim quando recebe festas, reage, acabando por morder, pois para ele não ficou claramente armazenado na sua memória que essa experiência de afecto é segura e de confiança.

 

2-Alteração de rotinas

Por mais tímido ou independente que o seu gato possa parecer ele é um animal social. Os gatos que ficam sozinhos durante muito tempo, sem estímulos, tornam-se entediados e distantes e por isso muito frequentemente reagirão brincando agressivamente com seus donos. Este comportamento agressivo frequentemente toma a forma de arranhar e/ou morder.

Verifique se algo se alterou na sua rotina com ele, a sua disponibilidade para brincar, a sua ausência por um período maior de tempo. Ele pode estar a chamar a sua atenção para isso e a dizer-lhe :-Quem controla a situação sou eu!

 

O que fazer?

Deixar de brincar com ele ou de lhe fazer festas não é a solução. A não ser que ele seja demasiado agressivo e nesse caso deve consultar o seu médico veterinário ou um especialista em comportamento de gatos.

Sempre que brincar com ele não use as suas próprias mãos, use brinquedos ( tipo cana de pesca, ou varinha) que permitam o devido distanciamento das mãos.

Se lhe estiver a fazer festas, observe bem a sua cauda, se estiver a mexer-se, é sinal que existe alguma tensão e que o seu gato a seguir pode morder. Esteja atento e termine sempre a brincadeira antes que ele morda. E se ele morder, diga não, retire a mão, calmamente, se o fizer muito rápido pode ficar magoado ou arranhado, e afaste-se dele, mostrando que não gostou da brincadeira. Ignore-o durante alguns instantes e não vá ter com ele, deixe que ele se aproxime.

Seja persistente. É possível alterar o comportamento do seu gato, com paciência e firmeza de gestos para que a mensagem seja bem entendida.

Tente não deixar seu gato sozinho por longos períodos de tempo. Brinque com ele seguindo as indicações descritas anteriormente e observe as alterações.

Se o gatinho ficar demasiado entusiasmado com a brincadeira, abrande o ritmo e a intensidade.

Boas investigações.

 

 

 

Byron- um gato com muita pinta

Cat sitting para Byron

 

Este gato, de seu nome Byron tem verdadeiramente pinta de poeta, chegou-nos um dia de 6ªfeira numa emergência para passar o fim-de-semana.  A dona com a casa em obras procurou uma solução para que o seu gato pudesse ficar longe dos cheiros fortes e tóxicos de tintas e vernizes e da confusão que este tipo de situação gera numa casa.

 

O Byron chegou tranquilo, e calmamente deambolou pela "sua casa de fim-de-semana". A adaptação foi praticamente imediata.Rapidamente subiu para o colo, pediu festinhas e ronronou. Parecia que já aqui tinha estado e que esta era a sua casa e que nós erámos os seus amigos de sempre.

 

Incrível. Verdadeiramente incrível como a personalidade de cada gato consegue ser tão particular. E espectacular quando um gato consegue adaptar-se de modo instântaneo.

Gratos à dona por nos ter escolhido e por podermos ser-lhe úteis.

 

A Concha adorou estar connosco

Durante um mês esta gatinha esteve aqui no espaço do Ajuda na Hora e gostou muito de estar connosco e nós com ela. Todos os dias brincámos usando o seu brinquedo favorito em diferentes desafios, para que ela não sentisse nem a falta dos seus donos nem a falta de ir à rua como era seu costume.

Ao longo do tempo que aqui passou ela foi comunicando cada vez melhor connosco, e nós fomos entendendo os seus sinais, cada vez mais.

Falámos muito com ela e ela connosco, observámos o seu bioritmo, igual ao de todos os gatos em geral, muito ativa de manhã assim que o Sol nasce e quando o Sol se põe, dormindo mais de tarde e de noite. As suas sestas da tarde eram dormidas numa mantinha ao Sol.

Apesar de não gostar muito de colo agradeceu todos os cuidados com muitas marradinhas, muito romrom e alguns piscares de olhos lentos que nós retribuimos dizendo-lhe que o sentimento de gratidão era mútuo.

Muito educada usava diariamente o seu afiador de unhas. Percebia claramente um simples não e muito civilizada apenas trepava para a beira das janelas onde podia ver a rua.

Acompanhou com muito interesse todas as limpezas e arrumações feitas e adorou ajudar-nos no escritório, escrevendo no computador as suas memórias :-) e imprimindo para a posterioridade, como podem ver nos videos abaixo.

A gatinha Concha vai deixar saudades de tão meiguinha e fofinha que era.

Mas continuamos a fazer visitas a outros gatinhos e já estão agendadas mais estadias no nosso espaço para Agosto e Setembro.

Estamos gratos pelas escolhas dos donos dos gatinhos que preferem o nosso Cat sitting.

Bom Verão. :-)

 

 

O Brinquedo favorito:

 

 

O que fazer quando os gatos arranham a mobília?

Afiar as unhas é uma necessidade básica para os gatos, bem como exercitar as suas garras agarrando algum objecto.

Eles também precisam de sentir-se donos do território onde vivem de outro modo começam a sentir-se inseguros. Por isso é necessário deixá-los afiar as unhas.

O que pode ajudar os donos?

-Cortar as unhas ao seu gato ( só a pontinha como mostra o video). Aproveite um momento em que ele esteja a acordar pois estará mais descontraído e assim nessa altura pode ser mais fácil para si fazê-lo. Associe sempre essa ação com um reforço positivo, dê-lhe um bombom no final de cortar as unhas como compensação do seu bom comportamento.

Eles afiam as garras no sofá ou na cama dos donos para que possam complementar o cheiro do dono com o seu.

Pode colocar fita cola dupla nos cantos dos móveis onde o seu gato arranha, pois ele vai sentir o desconforto da cola nas patas e não volta lá.

O dizer não deve ser acompanhado de um sim. Significa que quando ele arranha num sítio não desejado, para além de lhe dizer não, mostre-lhe a solução, ou seja outro objecto ( arranhadores próprios para o efeito) e mostre-lhe que esse é o objeto onde ele pode arranhar, fazendo esse gesto no arranhador. Mantenha esse arranhador junto ao local que ele gosta de arranhar, para que ele possa escolher

Existem diferentes tipos de arranhadores, de cisel, de cartão, de madeira verifique qual é o que o seu gato gosta mais. :-)

Obrigada Jackson Galaxy por todos os esclarecimentos.

Veja o video ( em inglês)

 

Até à próxima, com mais truques e dicas sobre a convivência com o seu gato de estimação.

Ana

 

 

Quando o seu gato não @ deixa dormir...

O seu gato não o deixa dormir?
Ajuste a sua rotina diária e verá as mudanças.

1-Não coloque a comida para o dia inteiro, vá gerindo os níveis de energia do seu gato, com 3 momentos de refeição por dia.

2-O instinto do gato é caçar, comer e depois dormir. À noite brinque com ele até ele gastar as suas energias, depois alimente-o e a seguir ele irá dormir. Faça coincidir com a sua hora de ir para a cama.

3-Nunca faça intervalos entre refeições superiores a 6 ou 8 horas. O nível de açúcares ficará bastante baixo e irá subir repentinamente quando ele comer.

4-Se o seu gato tentar acordá-l@ a meio da noite ( ex: 3h da manhã ) simplesmente ignore-o, qualquer resposta é um reforço para que ele continue a insistir.

 

https://www.youtube.com/watch?v=umngBzK0j2Q

 

6 dicas sobre o comportamento dos gatos

  1. Quando eriçam o pelo não é porque são agressivos estão apenas a defenderem-se e para isso simulam ser maiores
  2. Quando se deitam de barriga para o ar totalmente exposta estão a mostrar que confiam no local e com quem estão. Habitue-os de pequeninos a receberem festas na barriga e eles deixarão fazer festas em todo o corpo. Senão serão sensíveis a que se lhes mexa nessa parte do corpo.
  3. A cauda a abanar significa que estão a ficar agitados ou sensíveis em relação a qualquer situação e irão reagir. Não significa que estão contentes.
  4. Quando está a fazer festas a um gato, observe a cauda para saber se está ir longe demais.
  5. Os gatos saltam-lhe para os tornozelos porque estão a chamar a sua atenção, querem brincar.
  6. Os gatos podem urinar em sítios inadequados para chamar a atenção, pois sentem-se inseguros e querem reforçar a ligação que têm com o dono.

https://www.youtube.com/watch?v=KEbtXkd2XF4

 

Cat sitting- Como funciona?

Vai de férias ou tem de se ausentar por uns dias?

Vai ter obras na sua casa?

Precisa de alguém para cuidar do seu gato/a?

 

Bem-vindo/a ao serviço de Cat sitting de Ana Castanheira !

Eu ajudo desta forma 

 

  1. Tudo começa com um contacto seu explicando-nos o que necessita ( anapmcastanheira@gmail.com, 917055346)
  2. Estabelecemos um valor pelo número de dias ( os valores rondam 8 euros/dia e 50 euros/ semana)
  3. Conversamos sobre toda a informação necessária sobre o seu animal de estimação: hábitos e condições de saúde. 
  4. Após decidir que o gato fica connosco é feita uma primeira visita cá a casa antes do periodo de estadia propriamente dito com a duração de aproximadamente uma hora para que o seu gato possa ambientar-se ao espaço e a nós. 
  5. Recebemos um gato de cada vez, ou caso tenha mais do que um.
  6. Pedimos ao dono/ à dona que traga os brinquedos, a comida e a areia do seu animal de estimação, e tudo o que considerar necessário para que ele se sinta como em sua casa.
  7. Interagimos com o gato/ a gata e enviamos notícias diariamente sobre a estadia connosco.
  8. Trata-se de um serviço especializado e humanizado, tratamos do seu animal como se fosse nosso.

 

Grata pela sua atenção. :-)

 

folheto